Quinta, 14 de Dezembro de 2017

Destaques

Públicada em 29 de Novembro de 2011

Senado aprova pacote de medidas contra o fumo.

Senado aprova pacote de medidas contra o fumo.

Entre as alterações estão o aumento do tributo e outras mudanças que alteram os hábitos de consumo, como o fim dos fumódromos.

O Senado aprovou nesta terça-feira um projeto de lei que altera a legislação sobre o fumo e aperta o cerco contra o cigarro em todo o país. Entre as medidas, estão o aumento do tributo e outras mudanças que alteram os hábitos de consumo, como a proibição dos fumódromos.

Se aprovado, será proibido em todo o território nacional o uso de cigarro em ambientes fechados, privados ou públicos. A proibição dos fumódromos já é uma realidade em alguns estados brasileiros, como São Paulo e Paraná.

Ainda segundo o texto, será obrigatório o aumento de avisos sobre os malefícios do fumo, que deverão ocupar 30% da parte da frente do maço de cigarros. Essa mudança deverá ocorrer a partir de 1º de janeiro de 2016. Atualmente, a parte de trás dos maços é totalmente ocupada por imagens que mostram as consequências do tabagismo.

O texto também prevê aumento na carga tributária dos cigarros e fixa preço mínimo de venda do produto no varejo. Com isso, fica estabelecida em 300% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o cigarro. O aumento no preço do produto está previsto para o início de 2012. Com o reajuste do imposto e o estabelecimento de um preço mínimo, o cigarro subirá cerca de 20% em 2012, chegando a 55% em 2015.

Segundo o ministro Alexandre Padilha, em entrevista à Agência Saúde, a expectativa é chegar a 2022 tendo reduzido a frequência de fumantes de 15% para 9% na população adulta.

O Projeto de Lei de Conversão (PLV) 292011, originário da Medida Provisória 540201, segue para a sanção da presidente da República Dilma Rousseff.


Fonte: Veja Online

© Copyright 2017 - Todos os direitos reservados www.scpt.org.br | Fone/Fax: (85) 30876261

desenvolvido por: www.imaginariopropaganda.com.br